Seja Bem Vindo ao site da Diocese de Gurúè

DEPOIS DA VISITA AD LIMINA. BREVE CRÓNICA

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
18Maio2015
| Escrito por Assis

 

Breve crónica dos primeiros dias que seguiram à Visita ad Limina

DEPOIS DA VISITA AD LIMINA

Na Quarta Feira, 13 de Maio,

último dia da Visita ad Limina, os Bispos de Moçambique, de manhã cedo, celebramos a Eucaristia na Capela da Casa Sacerdotal do Roma.

Os últimos encontros com os vários Secretariados do Papa foram:

  • Com a Congregação para a Doutrina da Fé;

  • Com o Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais

  • Com a Sacra Rota (Supremo Tribunal Eclesiástico).

Na parte da tarde alguns dos Bispos começaram a viagem de regresso a Moçambique.

14.05.2015.

Fiz visita à Direcção Geral dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos). Recebeu-me o Superior Geral e falámos demoradamente da presença da sua Congregação na nossa Diocese.

Na parte da tarde, na sede da Rádio Vaticana, assinei o contrato de colaboração da nossa Rádio Diocesana e a Rádio Vaticana. Brevemente a nossa emissora poderá emitir os programas em língua portuguesa e brasileira (nota: existem programas diferentes para Portugal e para o Brasil).

15 a 18.05.2015.

Fui a Milão para me encontrar com os benfeitores da Diocese, especialmente a “Associação Pe. Mauro Calderoni”, que nos tem enviados tantos bens durante os últimos cinco anos.

Trata-se de um Grupo Missionário, um grupo de vida apostólica e de oração, que assumiram colaborar também com o envio de bens materiais. Depois de visitar a campa do Pe. Mauro Calderoni, missionário da Consolata, que trabalhou durante muitos anos na Diocese de Inhambane, do qual a Associação tomou o nome, celebrei a Eucaristia na Paróquia do Imaculado Coração de Maria de Lissone, a poucos quilómetros de Milão, onde ele foi pároco. O Padre Cunlela conhece este Grupo.

No Domingo 17.05.2015,

Na parte da manhã, celebrei a eucaristia no Lar Universitário e Casa Asilo das Irmãs da Caridade.

Na parte da tarde, visitei o Grupo Missionário e a Paróquia de S. Pedro, onde celebrei a Eucaristia dominical em rito Ambrosiano.

Voltei a Roma na Segunda Feira 18.05.15.

19.05.2015

Encontro com os Cleretianos, na sua Casa Geral, para tratar assuntos relacionados com a publicação do MAVEKELO

 

7º DIA DA VISITA AD LIMINA DOS BISPOS DE MOÇAMBIQUE

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
12Maio2015
| Escrito por Assis

 

7º DIA DA VISITA AD LIMINA

7º DIA DA VISITA AD LIMINA DOS BISPOS DE MOÇAMBIQUE

D. Germano e o Cardeal António Maria Vegliò
I.- VISITA A PONTIFÍCIO CONSELHO DA PASTORAL PARA OS MIGRANTES E OS ITINERANTES

Às 9.00H, da Terça Feira 12.05.2015, 7º Dia da Visita ad Limina, os Bispos de Moçambique visitaram o Pontifício Conselho para os Migrantes e os Itinerantes.

Este Pontifico Conselho foi instituído em 1970, pelo Papa Beato Paulo VI, com a incumbência de providenciar o estudo e a aplicação da pastoral para “as pessoas em movimento”: migrantes, exilados, refugiados, prófugos, pescadores e marítimos aeronavegantes, os que trabalham com os transportes estradais e nos parques de diversões, nômades, circenses, peregrinos e turistas. Enfim, para todos aqueles grupos de pessoas que, de maneira diferente, estão envolvidos no fenômeno da mobilidade humana, como os estudantes estrangeiros, os operadores e os técnicos os cuais, para os grandes trabalhos ou pesquisas científicas a nível internacional, devem transferir-se de um País para outro.

O Dicastério, dirigido pelo Presidente, S. Eminência o Cardeal António Maria Vegliò; coadjuvado pelo Secretário o Arcebispo D. Joseph Kalathiparambila; assistido pelo Subsecretário, D. Gabriele Ferdinando Bentoghi.

 
O Cardeal  Peter Turkson (izq) durante o encontro com os Bispos

II.- VISITA AO PONTIFÍCIO CONSELHO DE JUSTIÇA E PAZ


Às 11.00H, os Bispos visitaram o Pontifício Conselho de Justiça e Paz. Foram refebidos por S. E. o Cardeal Peter Kodwo A. Turkson, Prefeito; pela sub-secretária Srª Flamínia Giovannelli e pelos colaboradores do Conselho.

O Papa Beato Paulo VI instituiu o Pontifício Conselho de Justiça e Paz em 6 de Janeiro de 1967. Tem como finalidade: promover a justiça e a paz no mundo segundo o Evangelho e a doutrina social da Igreja.
Entre as directrizes recebidas no referido encontro, salientamos: a necessidade e importância de trabalhar em rede junto com outras Conferências Episcopais e até a nível continental; a atenção à situação da mulher; o problema da ocupação das terras em benefício dos mega-projectos; os Direitos Humanos e o envolvimento dos leigos

O Encontro na Congregação dos Religiosos
. III.- VISITA A SAGRADA CONGREGAÇÃO PARA A VIDA CONSAGRADA E AS SOCIEDADES DE VIDA APOSTÓLICA.

Na parte da tarde, por volta das 16.00H, os Bispos visitaram a Sagrada Congregação para a Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica.

Na ausência do Prefeito desta Congregação, S. E. Sr. Cardeal João Braz de Aviz, os Bispos foram recebidos pelo Secretário o Arcebispo D. José Rodriguez Carballo; pelo Secretário Pe. Sebastiano Paciolla; e a Secretária a Irmã Nicoletta Spezzati.

Eis algumas directrizes, depois do diálogo entre todos os presentes:

- importância da fidelidade ao próprio carisma; a vida comunitária, como elemento fundante da Vida Consagrada; o necessário discernimento nas novas fundações; a distinção entre diaconia, carisma e missão; a formação de base (humana, cristã e da vida religiosa); a pastoral vocacional; e as convenções entre as Congregações e os Bispos.

-

 

 

   

6º DIA DA VISITA AD LIMINA

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
11Maio2015
| Escrito por Assis

 

Visita à Congregação para o Clero. Pres. S.Eminência Cardeal Stella

6º DIA DA VISITA AD LIMINA DOS BISPOS DE MOÇAMBIQUE

11.05.2015.

1. Missa com o Papa Francisco

Às 7.00H do dia 11 de Maio de 2015, 6º dia da “Visita ad limina”, os Bispos de Moçambique concelebraram com o Santo Padre, o Papa FRANCISCO, na Casa Santa Marta. Na sua homilia o Santa Padre falou da presença do Espírito Santo, que guia a vida da Igreja, nos faz lembrar os ensinamentos de Jesus e nos conduz à verdade total.

2.Na Sagrada Congregação para o Clero (e seminários)

Às 9.30H, os Bispos visitaram a Congregação para o Clero. Fora recebidos pelo Cardeal Beniamino Stella, Prefeito da referida Congregação, pelo Secretário o Arcebispo D. Jorge Merciel, pelo Secretário para os Seminários, D. Jorge Patrón Wong e pelos seus colaboradores directos.

Depois da apresentação de todos os participantes ao encontro, D. Claudio Dalla Zuanna, Arcebispo da Beira e Presidente da Comissão Episcopal do Clero, apresentou a situação do clero diocesano em Moçambique. Houve várias intervenções dos Bispos que sublinharam alguns aspectos mais importantes para serem tidos em consideração.

O Cardeal Stella deu algumas directrizes sublinhando especialmente: a espiritualidade e identidade e sentido de pertença do sacerdote; a direito a um sustentamento justo e digno; a formação permanente; o acompanhamento por parte dos Bispos; evitar o isolamento dos padres.

Na 2ª parte do Encontro, D. Francisco Lerma, Bispo de Gurúè e Presidente da Comissão dos Seminários e Vocações, apresentou uma panorâmica da situações das Vocações e dos Seminários em Moçambique, nomeadamente a Pastoral vocacional nas Paróquias, os Seminários Propedêuticos, Filosóficos e Teológico, estatísticas, instalações, situação económica, Formadores, Professores, situação académica e perspectivas para o futuro .

Eis as directrizes que foram indicadas:

a) a riqueza dos seminaristas em formação nos vários seminários;

b) os desafios: é positivo unir as forças existentes em ordem a solucionar a parte académica; é muito importante e prioritário a formação dos formadores e professores , especialização e formação permanente.

Visita à Congregação para o Culto Divino e os Sacramentos

3.Congregação para o Culto divino e a disciplina dos Sacramentos.

Às 11.20H, os Bispos de Moçambique foram recebidos por S. Eminência o Sr. Cardeal Robert Sarah, Prefeito da Congregação; pelo Secretário S. E. R. D. Arthur Roche; pelo Sub-seretário Pe. Corrado Maggioni e pelo Chefe de Secção Mons. Gerard Njen.

D. Lúcio Muandula, Presidente da Conferência Episcopal apresentou um breve relatório sobre a situação da Liturgia na Igreja em Moçambique, sublinhando a dinâmica das nossas comunidades ministeriais, a criatividade, o empenho dos fiéis. No diálogo foram salientados mais outros aspectos relacionados com a acção litúrgica (traduções e publicações, construções de capelas).

O cardeal Sarah convidou os bispos para serem garantes da fidelidade ao espírito da liturgia, a identidade e vivência do Padre com Cristo sacerdote; a construção do corpo vivo de Cristo, formado por pedras vivas, antes de um corpo de pedra

 

O PAPA FRANCISCO RECEBE OS BISPOS DE MOÇAMBIQUE

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
09Maio2015
| Escrito por Assis

O Papa FRANCISCO dialoga com os Bispos de Moçambique

O PAPA FRANCISCO RECEBE OS BISPOS DE MOÇAMBIQUE EM VISITA AD LIMINA

No 4º Dia da Visita ad Limina, Sábado 09 de Maio de 2015, o Papa Francisco recebeu em audiência especial os Bispos de Moçambique.

O DISCURSO

No seu discurso, se dirige a todos os membros da Igreja em Moçambique: Bispos, sacerdotes, consagrados e consagradas, catequistas, animadores das comunidades e fiéis em geral.

A seguir falou da vocação pastoral dos Bispos: o amor é a única questão verdadeiramente essencial pra apascentar a Igreja. Na sua solicitude pastoral os sacerdotes devem ter um lugar particular. E o Papa insiste ainda mais afirmando que o primeiro próximo do Bispo é o sacerdote.
Os Bispos atravessando o Pátio de S. Dámaso

FRANCISCO se pergunta se existirão ainda hoje missionários com a estofa de Paulo. A este propósito, o Papa, ao lembrar o Ano da Vida Consagrada, salientou a vida e as actividades dos religiosos e religiosas em Moçambique, indicando ao mesmo tempo a importância da sua justa inserção diocesana, o valor das suas actividades específicas e os seus carismas que enriquecem a Igreja local. A este propósito, o Papa afirma a obrigação dos Bispos de “ unir, harmonizar e racionalizar as forças eclesiais da Dioceses.

Francisco disse aos Bispos para “descer para o meio dos vossos fiéis, mesmo nas periferias das vossas dioceses” para ouvir o que o Espírito diz às Igrejas.
D. Germano, Bispo de Nacala e o Sr. Cardeal D. Júlio Langa na ante-sala do Escritório do Papa
Outros temas para serem desenvolvidos na pastoral da Igreja são, segundo o Papa: a promoção da cultura do encontro, a partilha com as vítimas das calamidades naturais, o apoio a juventude e a pastoral familiar, a defesa da vida, a Universidade e a Escola e o diálogo com as autoridades politicas.
Os Bispo pelos corredores do Palácio Apostólico

O DIÁLOGO

No diálogo aberto e livre com os Bispos, o Papa conversou sobre a pastoral vocacional, os seminários, a vida do clero diocesano (nas suas vertentes económica, espiritual, profissional e pastoral), os efeitos da globalização, a necessidade de abranger todos nas actividades pastorais superando toda classe de clericalismo.

VISITA Á BASÍLICA D SÃO PAULO

Ao entardecer, os Bispos de Moçambique foram em peregrinação até à Basílica de S. Paulo para venerar e rezar junto do Sepulcro do Apóstolo das Gentes e celebrar a Eucaristia.

   

Pág. 1 de 61