Comunicado dos Bispos Católicos de Moçambique

PDFVersão para impressãoEnviar por E-mail
28Dez2011
Actualizado em 16 Maio 2012 | Escrito por Administrator

A Conferência  Episcopal Moçambicana esteve reuniada em Maputo

No final do encontro foi elaborado um comunicado o qual é transcrito embaixo

 1.  Às Comunidades cristãs, aos Sacerdotes, às Pessoas consagradas, aos responsáveis dos ministérios laicais, a todos os homens e a todas as mulheres de boa vontade vai a nossa saudação de pastores, em nome do Senhor Jesus, cujo nascimento nos preparamos para celebrar proximamente.

      Como é hábito, neste período do ano, uma vez mais, nos reunimos para a Segunda Sessão da Assembleia Ordinária, nos dias 3 a 11 de Novembro do corrente ano de 2011. Não puderam estar connosco neste encontro Suas Excelências Reverendíssimas Senhores D. Elio Greselin, Bispo de Lichinga, que, por razões de força maior, se encontra fora do País; D. Luís Gonzaga Ferreira da Silva, Bispo Emérito de Lichinga, por razões desconhecidas, até ao momento; D. Bernardo Filipe Governo, Bispo Emérito de Quelimane.

      Ao terminar os nossos trabalhos vimos, por este meio, partilhar convosco, alguns dos resultados das  nossas reflexões durante os dias que aqui passamos.

2.   O nosso encontro teve dois momentos distintos e  desenrolou-se em dois lugares: O Seminário Maior Inter-diocesano de Santo Agostinho da Matola e o Centro de Conferência das Irmãs Hospitaleiras, em Mumemo.

      A primeira parte dos trabalhos no Seminário de Santo Agostinho decorreu de 3 – 7 de Novembro. Nos dias 8 e 9 participamos na Conferência sobre o tráfico de órgãos e seres humanos, em Mumemo, e só nos dias 10 e 11 é que retomamos e concluímos os nossos trabalhos na Matola.


A Assembleia dos Bispos

 3.     A Assembleia dos Bispos propriamente dita iniciou os seus trabalhos no dia 3 de Novembro, com uma agenda bastante carregada e complexa. A abertura da mesma constou da Missa concelebrada por todos os Bispos presentes no encontro e presidida por Sua Excelência Reverendíssima Senhor D. Lúcio Andrice Muandula, Bispo de Xai-Xai e Presidente da CEM .

         Já na sala dos trabalhos, o mesmo Senhor D. Lúcio deu início a reunião com um brevíssimo discurso de boas-vindas aos participantes, depois do qual  seguiram-se as formalidades que habitualmente marca a sessão inaugural da Assembleia Plenária dos Bispos.

Intervenção do Senhor Núncio

 4.     Na segunda parte da manhã, depois de intervalo, esteve connosco Sua Excelência Reverendíssima o Senhor Núncio Apostólico, D. António Arcari, que, como é hábito, veio saudar os Senhores Bispos reunidos em Assembleia e tratar alguns assuntos relativos à  vida da Igreja em Moçambique, encontro que preencheu todo o período da manhã até à hora do almoço.

Encontro com a Autoridade Tributária

 5.     Na manhã do segundo dia, a Conferência recebeu uma delegação da Autoridade Tributária de Moçambique, para discussão de um projecto de formação da cidadania fiscal dentro e fora da Igreja.

 

Catecismo Nacional

6.   Logo a seguir, os Bispos receberam em audiência também  a Ir. MARIA DE CARLI, da Congregação das Irmãs Paulinas, que veio apresentar uma proposta de colaboração na produção de um Catecismo Nacional para a Igreja Católica de Moçambique.

      O diálogo com ela levou os Bispos a delinear passos que poderão conduzir à produção do tão desejado instrumento de formação cristã, Catecismo Nacional.

Plano Pastoral Nacional

 7.  Nesta sessão ordinária, os Bispos retomaram um assunto que já vinham tratando nas Assembleias anteriores, relativo ao Plano trienal para a Pastoral das Dioceses de Moçambique. Neste contexto fixaram-se datas para os encontros de apresentação e divulgação junto dos Directores diocesanos de coordenação pastoral e Províncias Eclesiásticas.

Reestruturação do Secretariado Geral

 8.  De uns tempos para cá, a Conferência vem reflectindo sobre a forma como tornar o Secretariado Geral da CEM mais operacional, para conferir-lhe uma dimensão mais pastoral do que burocrática. Como fruto desta reflexão, foi concebido e adoptado este organigrama:
         1)   Direcção Geral do Secretariado da CEM:
               a)   Directoria (Director e seus Secretários)
                           b)   Ecónomo (Conselho para as questões económicas)
               c)   Secção Jurídica (Conselho para os assuntos Jurídicos)

         2)   Gabinete das Comunicações Sociais:
         3)   Departamento Teológico
         4)   Departamento da Pastoral Social.

Revisão dos Estatutos da CEM

 9.     Debruçamo-nos também sobre os futuros Estatutos da CEM . O trabalho consistiu na última revisão e acomodação das recomendações e observações recebidas da Santa Sé, para que o texto possa obter a devida autorização para a publicação.

Dia da CEM

10.     Na linha de auto-sustentabilidade da Igreja local e da superação da dependência externa, os Bispos acharam por bem estabelecer um dia de colecta anual a favor da CEM. Assim, a Assembleia Plenária dos Bispos determinou que a colecta do Domingo da Festa da Santíssima Trindade seja canalizada ao Secretariado Geral da CEM, para apoiar os serviços centrais da nossa Conferência Episcopal.


Conferência sobre o tráfico de pessoas

11.           Como já tivemos ocasião de referir, nos dias 8 e 9 de Novembro realizou-se em Mumemo, no Centro de Conferências das Irmãs Hospitaleiras da Imaculada Conceição, uma Conferência sobre o tráfico de pessoas, órgãos e partes do corpo humano. O evento foi organizado pela IMBISA, em parceria com a CEM, e teve a assessoria da SANTAC, da PLANET WAVES, da REDE CAME e da Liga dos Direitos Humanos. Perante o recrudescimento do fenómeno do tráfico de órgãos, de partes do corpo humano e de pessoas, os Bispos da região, particularmente os de Moçambique, quiseram ouvir pessoas e organizações envolvidas na luta contra o referido fenómeno.

      Tratando-se dum assunto que merece uma profunda reflexão, a IMBISA e a CEM, como organizadores do evento, ficaram por definir estratégias concretas para prevenir e combater tal mal, exigindo, a quem de direito, que se estabeleçam mecanismos eficientes para identificar e punir severamente os autores reais de tais crimes.

O Advento

12.  O tempo litúrgico do Advento que se aproxima é dominado pela figura de grandes Profetas, como Isaías e João Baptista. Eles nos convidam a entrarmos em nós mesmos para nos darmos conta da nossa verdadeira origem e destino aos olhos do Senhor.  Ao terminarmos a segunda sessão anual da nossa Assembleia Plenária, fazemos nossas as palavras de S. João Baptista que diz:
“Preparai os caminhos do Senhor e endireitar as suas veredas” (Lc. 3, 4) e convidamo-vos a juntos sairmos para o deserto da oração e da penitência, de modo a nos prepararmos interiormente para receber o Senhor que vem habitar entre nós.

Que o Natal do Senhor e o Novo Ano de 2012 sejam repletos de muita paz, saúde e alegria, e portadores de abundantes graças do Senhor para cada um de nós, para as nossas famílias, comunidades, paróquias, dioceses e para todo o País.

 


Maputo, 11 de Novembro de 2011


Pela Conferência Episcopal de Moçambique


+ Lúcio Andrice Muandula
Bispo de Xai e
Presidente da CEM